CIDADANIA


Cada vez mais, nesse nosso mundo tão confuso, a noção de SABER se torna muito mais ampla, do que já foi um dia. Hoje, para preparar nosso aluno para a tarefa de encarar a vida numa sociedade tão complexa e para levá-lo a compreender seu papel de CIDADÃO nesse louco mundo global, necessitamos de muito mais do que apenas conteúdos programáticos.

O saber, hoje, passa pela ideia de CIDADANIA; a compreensão de uma realidade de infinitas crises e eternas buscas: um contexto histórico marcado pela cada vez maior dificuldade de coexistência de ideias e ideologias. Nosso jovem é cercado, a cada instante, por um turbilhão de informações desencontradas e por realidades confusas e eticamente discutíveis, tais como, os fanatismos religiosos, as decepções políticas, as atividades econômicas, nem sempre lícitas, a destruição do meio ambiente, as sempre complicadas relações de trabalho, os fluxos financeiros, e tantas outras coisas de tão difícil entendimento.

E, por tudo isso, a grande missão da escola de hoje é contextualizar nosso aluno com esse novo mundo, preparando-o para compreender e interagir com o mundo que o cerca, desenvolvendo nele, elevados padrões éticos e cívicos que possam nortear e iluminar seus caminhos futuros.

Para tanto, trabalhamos nossos conteúdos sempre tendo por base três dimensões: a cultural (grandes interrogações humanas), a científica (teorias e descobertas admiráveis) e a sociológica (impactos ambientais, econômicos, sociais, etc.); sempre ressaltando os padrões éticos, que permitirão ao nosso aluno um futuro de decisões conscientes e coerentes com os mais importantes valores da humanidade.